condomíniosDicasInstitucional

5 dicas para lidar com vizinhos barulhentos

Soluções para resolver problemas vão desde conversas amigáveis com os vizinhos até reformas para evitar o barulho

Barulho de salto alto às 23h, bebê chorando madrugada adentro, brigas homéricas a qualquer hora do dia. A vida de quem tem que conviver com vizinhos barulhentos não é nada fácil. Mas seu problema tem solução. O primeiro passo é sempre buscar uma alternativa amigável, com um bom papo. Caso este método não funcione, você pode apelar para a administração do condomínio. Prefere não se desgastar? Então procure blindar sua casa contra os barulhos inconvenientes. 

Tenha uma boa conversa

Muitas vezes o barulhento nem sabe que está incomodando quem mora perto dele. Então, antes mesmo de tomar qualquer outra providência, procure seu vizinho e explique o problema, colocando as suas razões. Tem coisas que podem ser facilmente resolvidas (caso sua questão seja com barulho de salto no andar de cima, a vizinha pode instalar um carpete ou até mesmo parar de usar o sapato em casa, por exemplo). Outros barulhos, no entanto, já exigem um pouco mais de paciência da sua parte, como choro de bebê e latido de cachorro. Neste caso, procure ter boa vontade, já que não são sons controláveis. Bom senso de ambos os lados é a chave de tudo.

Informe o condomínio

Conversou com o vizinho, mas ele não tomou nenhuma providência em relação ao barulho? O próximo passo, no caso de quem vive em apartamento, é apelar para o condomínio. Informe o seu síndico sobre o problema e deixe que ele, a administradora ou até mesmo o advogado do condomínio tome providências em relação à barulheira causada pelo vizinho.

Instale um drywall

Não quer se aborrecer ou é vítima de barulhos que não têm solução a curto prazo, como choro de bebê? Então trate de proteger a sua casa para ficar livre dos indesejáveis sons externos. Uma opção é instalar um drywall, evitando que você escute no interior do apartamento ruídos aéreos (como gritos e choro). Você pode instalar o drywall –  chapas de gesso acartonado com enchimento de lã – no teto, caso o barulho venha de cima. A barulheira é bem ao seu lado? Drywall também é a solução. O revestimento é adicionado a uma parede que já existe, evitando o quebra-quebra. Se o seu problema são sons que vêm do banheiro do vizinho, como chuveiro e descarga, o revestimento pode ser instalado também em cozinhas, lavanderias e banheiro.

Lembre-se: Nem sempre a aplicação de multas ou advertências são as melhores soluções. Todos os condomínios têm suas regras preestabelecidas pelo regulamento interno e, infelizmente, nem todos os moradores as conhecem. Isso não os isenta das responsabilidades de cumprir as normas. O morador deve ir até a administração e tirar todas as dúvidas, procurar o síndico ou o administrador do seu condomínio.

Evite ligar ou falar diretamente com o vizinho, isso pode ser interpretado como uma afronta ou sobreposição de direito, a não ser que você tenha um bom relacionamento com ele e tenha certeza que será uma conversa amigável. Após as 22h, evite arrastar móveis, assista TV com volume moderado, evite conversar alto nas varandas e, se tiver em confraternização dentro dos apartamentos, mantenha um tom moderado de conversa com as visitas.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *